20150626

Lockheed Constellation

Lockheed Constellation ou apenas Connie, foi um elegante e poderoso avião quadrimotor a pistão, para a época,  construído pela americana Lockheed entre 1943 e 1958, em Burbank, Califórnia, USA.  Foram construídos ao todo 856 aparelhos em quatro modelos, todos com o mesmo design característico em forma de golfinho.

O protótipo do avião militar C-69 foi baseado no design inicial do L-049
A Lockheed trabalhou desde 1937  no projeto do L-044 Excalibur, um avião quadrimotor pressurizado. Em 1939, a Trans World Airlines  encomendou um aparelho com capacidade para 40 passageiros com alcance de 5.630 km que resultaria no L-049 Constellation, desenhado pelos engenheiros da Lockheed, Kelly Johnson e Hall Hibbard. 

O desenho da asa do Constellation era do P-38 Lightning, redefinido somente por escala.  O avião possuía velocidade  máxima de 547 km/h, velocidade de cruzeiro de 483 km/h e teto operacional de 7.315 m.

O primeiro aparelho, matrícula NX25600, fez voo teste em 9 de janeiro de 1943, de Burbank. 

Com o início II Guerra Mundial,  as aeronaves civis, disponíveis, foram convertidas para o modelo C-69 Constellation, um avião militar de transporte rápido de longo alcance. Havia ainda o interesse em mais 202 aviões por parte da força aérea americana  (USAAF).

O primeiro Lockheed Constellation em 9 de janeiro de 1943
Depois da Guerra, o Constellation tornou-se rapidamente muito popular nas linhas aéreas do mundo todo. O modelo em produção para USAAF para transporte de tropas acabou sendo convertido para aviões de passageiros, com a TWA recebendo o seu primeiro em 1 de outubro de 1945.

Foi num Constellation que a Trans World Airlines iniciou os serviços aéreos comerciais intercontinentais no pós-guerra, em 6 de fevereiro de 1946, estabelecendo então, um voo regular entre Nova Iorque e Paris. Em 17 de junho de 1947 a Pan Amerinan World Airways iniciou suas operações regulares ao redor do mundo com o seu L749 Clipper America. O famoso voo Pan Am 101 operou por 40 anos.

Como o primeiro avião de cabine pressurizada em uso, o Constellation ajudou as viagens aéreas a tornarem-se acessíveis e muito mais confortáveis. Dentre os operadores estava a nossa VARIG.


Constellation da VARIG
O Lockheed Constellation estabeleceu alguns recordes na aviação mundial:

17 de abril de 1944: voou entre Burbank e Washington DC em 6 horas e 57 minutos, desenvolvendo uma média de 532,2 km/h.
29 de setembro de 1957: um L1649A Starliner voou de Los Angeles para Londres em 18 horas e 32 minutos, velocidade média de 470,6 km/h.
1 de outubro de 1957: um L1649A voou de Londres para São Francisco em 23 horas e 19 minutos, velocidade média de 369,2 km/h. Este é o recorde até hoje em tempo de voo. O atual Boeing 777 conseguiu fazer o mesmo percurso em 22 horas e 42 minutos.

Com o advento dos aviões a jato, como de Havilland CometBoeing 707Douglas DC-8 e Convair 880, o Constellation tornou-se obsoleto. As primeiras rotas a abandonar o velho Connie foram as mais longas, as intercontinentais. O avião continuou a voar em rotas domésticas por algum tempo, e seu último voo comercial com passageiros pagantes foi em 11 de maio de 1967, entre Filadélfia e Kansas City, pela TWA. Contudo, permaneceu em serviço como cargueiro até 1968. 

Em comemoração dos dez Anos da Super Constellation Association na Europa... Reportagem de um circuito de 40 minutos com perfeitas condições de navegabilidade sobre a Europa, Hemisfério Norte com Super Connie de Dübendorf a Zurique passando pelo Lago Lucerne ida e volta. 


Post (095) – Junho de 2015-06-26