20171020

North American F-82 Twin Mustang

 A segunda guerra mundial tinha terminado antes de um dos caças com motores a pistão mais improvável já projetado teve a chance de se ver em ação – O North American F-82 Twin Mustang.


Aqui estão alguns fatos essenciais sobre este avião de combate notável.

O North American F-82 Twin Mustang foi o último lutador americano com motor a pistão encomendado pela Força Aérea dos Estados Unidos. Com base no P-51, o F-82 foi originalmente concebido como um lutador de escolta de longo alcance. 

Na era pós-guerra, o Comando de Defesa Aérea fez planos para usá-lo como um lutador de escolta de longo alcance, foram equipados com radar e usados como substitutos para a o Northrop P-61 e como interceptores para todos os climas, dia e noite. 


Inicialmente concebido como um caça de escolta de longo alcance foi usado para escoltar os Superfortalesas Boeing B-29  em missões de mais de 3.200 km, das Ilhas Salomão ou Filipinas para Tóquio, missões que ficavam além da faixa operacional dos P-38 Lightning  e os P-51 mustang convencionais. 
Baseados em Japão os F-82s estavam entre os primeiros aviões USAF a operar durante a Guerra da Coréia. 

Tais missões fizeram parte da planejada invasão das ilhas japonesas, no período que antecedei a rendição do Japão após os bombardeios atômicos de Hiroshima e de Nagasaki e participando da abertura do ataque soviético em território japonês realizado na Manchúria.

Em outubro de 1943, a equipe de design de aviões norte-americana começou a trabalhar em um projeto lutador que poderia viajar mais de 3.200 km sem reabastecer. Ele consistia de uma aeronave de fuselagem dupla, um pouco semelhante ao avião experimental alemão Zwilling Masserchmitt BF-109Z.  Embora baseado no P-51H Mustang, que era na verdade um novo design.

Design chefe norte-americano Edgar Schmued juntou duas fuselagens de P-51H alongando-as em 145cm logo trás da cabina onde foram alojados tanques de combustível adicionais e outros equipamentos. 

O primeiro XP-82 protótipo (s / n 44-83886) foi equipado com uma asa central onde seriam instaladas seis armas M3 Brownings, calibre .50.  As asas exteriores foram reforçados para permitir a instalação de tanques adicionais de combustível ou 450 kg de munições. As duas caudas verticais também eram do XP-51F. A aeronave tinha um tem de pouso convencional retrátil em baías sob cada seção central das fuselagens.

O protótipo era equipado com dois motores Packard Rolls-Royce V-1650.  O motor esquerdo possuía um caixa de engrenagem que possibilitava a hélice esquerda girar em sentido oposto a da hélice da direita.


Em março 1945, foi ordenada a sua produção, com a aeronave ainda em fase de desenvolvimento, três meses antes de seu primeiro vôo.
Em 25 de maio de 1945, o primeiro XP-82 protótipo (De 44-83.886 ) foi concluído.
Em 26 de junho de 1945, e fez o primeiro vôo.
Em 30 de Agosto de 1945, esta aeronave foi incorporada as Forças Aéreas do Exército.

Os XP-82 protótipos e os de produção P-82Bs e P-82ES, mantiveram ambos os cockpits totalmente equipados para que os pilotos pudessem pilotar a aeronave a partir de qualquer posição, alternando o controle em vôos longos.

Embora alguns P-82b estivessem concluídos antes do final da  Segunda Guerra Mundial a maioria deles permaneceu na fábrica norte-americana na Califórnia a espera de motores até 1946. Como resultado, nenhum serviu durante a guerra.


Em 27 de Fevereiro de 1947, o P-82B 44-65168 , chamado Betty Jo, pilotado pelo Coronel Robert E. Thacker  fez história quando voou sem escalas do Havaí a Nova York sem reabastecimento, uma distância 8.129 km em 14 horas 32 min. A média foi de 559,2 km/h. estava equipado com motores Rolls-Royce Merlin.
Este recorde permanece como o vôo sem escalas mais longo já feito por um caça a hélice, e o mais rápido para esta distância por uma aeronave com motor a pistão.
  
Em março de 1949, a Kearney AFB foi fechada, principalmente por razões orçamentais, e os poucos 27 remanescentes foram transferido para Bergstrom AFB no Texas. 
Entre março de 1950 e setembro a força aérea começou a transição para o Repúblic 84 Thunderjet , e os F-82, apesar de  terem sido amplamente
declarados excedentes. 
  
No final de 1951, a maioria dos Mustangs Twin tinha sido retirado do serviço de linha de frente quando a guerra aérea sobre a península coreana, que tornou-se cada vez mais dominada por caças a jato como o MiG-15 soviético e o americano Saber F-86, porem as variantes para tempo frio continuaram a voar na defesa aérea para o Comando Aéreo do Alasca antes que o avião fosse finalmente aposentado em novembro de 1953.

Três dos exemplares remanescentes estão em exibição em museus, nos EUA ou em fase de restauração. Dois estão mo Museu Oficial da Força Aérea de Wright Patterson AFB em Dayton, Ohio. Outro é mantido pelo Museu US Air Force Histórias e Tradições em  em San Antonio, Texas. Outros dois F-82s estão passando por restauração nos Estados Unidos: um em Wisconsin e outro na Giorgia. 

Características gerais:

Tripulação: 2
Comprimento:  12,93 m
Envergadura: 15,62 m
Altura:  4,22 m
Área da asa:  37,90 m2 
Tara: 7.256 kg
Peso máximo na decolagem: 11.608 kg
Grupo propulsor: 2 motores V12× Allison V-1710 -143/145 em contra-rotação com refrigeração líquida, 1.600 HP cada.(1)
Velocidade máxima: 742 km/h a 6.400 m
Velocidade de cruzeiro: 460 km/h
Autonomia: 3.605 km
Teto de serviço: 11.855 m

Leia mais em:


Post (328) - Outubro de 2017

20171006

VARIG - Sua história e suas aeronaves

Caros seguidores como todos nós sabemos, a Varig foi a primeira companhia aérea brasileira e se tornou a maior do país, sendo conhecida e reconhecida mundialmente pela sua qualidade.

Como a sua história é bastante longa, resolvi publicar no site ISSUU dois volumes tratando sobre este assunto, sendo que:

     O primeiro volume mostra as aeronaves utilizadas por ela no período entre os anos de 1920 e 2006, quando encerrou as suas atividades. No segundo é contada parte da sua história.

Para acessar estes volumes basta clicar sobre as imagens pertinentes na coluna da direita deste site, boa leitura.

Ou diretamente no seguinte link:

https://issuu.com/norbertogeraldi/stacks

Este material foi obtido no site www.varig-airlines.com e tem como finalidade tão somente divulgar a história da VARIG e das aeronaves por ela usada. Sem nenhuma finalidade comercial.


Post (327) - Outubro de 2017